RITUAL DEDICADO À CAUSA DE SAINT GERMAIN


Usualmente o ritual a Saint Germain é praticado aos sábados, dia do Sétimo Raio da Chama Violeta. Entretanto, ele pode ser realizado a qualquer dia da semana que seja conveniente ao devoto.

O ritual a Saint Germain é um serviço religioso, um período de orações dedicado ao Mestre, onde oferecemos invocações, mantras, Comandos de Luz da Chama Violeta da Liberdade, com a finalidade de magnetizar a "Luz", o "Espírito de Deus", para ajudar na causa de Saint Germain para a libertação do povo de Deus na Terra.

Instruções para realizar o ritual:

Espere que todos estejam de pé, com reverência, sem movimentos, sem barulho, em silêncio, sem interrupção. É importante que todos mantenham a harmonia até o final do ritual, no selamento e apagar das velas.

Inicie o ritual com o acender das velas. Com as velas acesas, faça uma invocação ao Mestre Saint Germain, dedicando-lhe o ritual.

Depois da invocação inicial, faça a invocação do Cone de Luz. Visualize e sinta uma luz branca em torno de si mesmo, no formato de um cone. Isto é como estar “à sombra do Altíssimo”.

Em seguida faça o pedido para uma causa nacional ou planetária. Assim você estará direcionando a energia que será invocada pelo exercício da Palavra Sagrada.

Depois do pedido de direcionamento da energia, os participantes podem sentar-se e em seguida praticar as invocações da Palavra Sagrada.

Obs.: saiba que este ritual também pode ser feito por uma só pessoa; o ideal é que os filhos da luz se unam para fazer este ritual. Porém, sabemos que isto nem sempre é possível.

Um período de invocações do Raio Azul é sempre necessário em todo e qualquer ritual. Isto é para a proteção da luz que será invocada.

Após os preâmbulos de cada um dos comandos de luz, o praticante deve fazer pedidos pessoais e reforçar o pedido da invocação inicial.

Como este é um ritual dedicado a Saint Germain, a maior parte do trabalho deve ser dedicada à Chama Violeta. Depois disso, pode-se trabalhar com o raio que desejar, ou seja: fazer invocações do primeiro, segundo, terceiro, quarto, quinto ou sexto Raio, conforme a intuição ou necessidade.

Se o ritual é dedicado a solucionar um problema de doença, é o quinto raio, se é para pedido de iluminação, o segundo raio da sabedoria.

Um bom ritual dedicado aos Mestres Ascensos deve durar ao menos duas horas; no final todos se sentirão leves e revigorados pela luz invocada e o serviço realizado. Quanto maior for a devoção e a concentração dos participantes, mais poderoso será o ritual.

Um ritual ao mestre El Morya pode seguir exatamente este modelo, apenas acrescentando comandos de luz dedicados ao raio azul. Em outras palavras, este é um modelo básico de ritual que serve para todos os outros raios.

Procure sempre incluir um comando da Chama Azul e outro da Chama Violeta em todos os rituais dedicados a outros raios. Mude apenas a invocação inicial colocando o nome do Mestre que deseja e adicione um Comando de Luz a Ele ao ritual.

A Matriz para o ritual a Saint Germain:

a) De pé, acenda as duas velas brancas que devem ser oferecidas, uma a Alfa e outra a Ômega; nossos Pai-Mãe divinos. Com as velas acesas, faça agora uma invocação à Presença de Deus e ao Mestre Ascenso Saint Germain, e, dedicando-lhe o ritual, diga:

- "Amada Presença de Deus, Pai-Mãe divinos, invocamos aqui e agora a amada Chama Violeta diretamente do Vosso Coração para servir à causa da libertação dos filhos de Deus na Terra, liderada pelo nosso amado Mestre Ascenso Saint Germain e sua amada chama gêmea, Portia."

- "Em nome da poderosa Presença EU SOU que habita em meu coração e pela autoridade do meu Santo Cristo Pessoal, invoco agora o amado Mestre Ascenso Saint Germain a quem dedico este ritual.

b) Acrescente palavras do seu coração; um exemplo de pedido de direcionamento da energia:

- "Amado Saint Germain, em nome da Chama Trina, eu peço vossa intercessão para a libertação das almas de luz em toda a Terra; ou  . . . para libertar a juventude do álcool, das drogas e da nicotina; ou ainda  . . . para libertar a novas mamães e seus fetos dos horrores do aborto;" . . . . ou outro assunto ligado aos problemas nacionais ou planetários que deseje incluir. (Fale para o Mestre palavras de seu coração, certo de que Ele estará ouvindo. Dirija-se a Ele com a confiança de quem chama um Santo Irmão mais velho).

c) Cântico: Se possível entoe um cântico sacro ou mantras búdicos. Os cânticos devem ser feitos de pé e os mantras búdicos sentados.

d) Início dos Comandos de Luz: Todos sentados, coluna ereta, pernas e braços descruzados, pés plantados no chão. A atenção deve estar concentrada no trabalho espiritual que se está realizando. Imagine o Mestre para quem você está decretando, forme visualizações com as palavras que pronuncia, direcione a luz envolvendo àqueles por quem você pediu. Pense na Presença EU SOU na altura do chakra da coroa e no Santo Cristo Pessoal em seu coração e permita que esta luz flua através de você.

Os Comandos que sugerimos para este ritual:
a) Proteção vinte e quatro horas com Miguel (9x).
b) Comando de Luz de Saint Germain (18x).
c) 108 Invocações a Chama Violeta (3x cada frase).
d) Chama da harmonia (3x ou 9x).  

c) Após o selamento do último Comando de Luz fique de pé, apague as velas agradecendo a Deus Pai-Mãe e aos Mestres Ascensos e diga: - "Em nome do meu Eu Real, peço que esta energia seja multiplicada pelo poder de dez mil vezes dez mil ao quadrado."

Maria Lucia Vieira

do site: www.eusouluz.com.br


Copyright © Paulo Rodrigues Simões - 2004 - Todos os Direitos Reservados - Autorizamos a reprodução do conteúdo desta página em outras páginas da web,  para fins de estudo, exclusivamente. Porém, comunicamos que as nossas obras estão protegidas pela lei dos direitos autorais, o que nos reserva o direito de exigir a indicação dos nomes dos autores e a  fonte das obras utilizadas em estudos.

Ao utilizar nossos textos, indique sempre o web site - www.eusouluz.com.br


Voltar